Stat da Semana | Tiago Tomás e Rochinha no topo da Europa

-

O último duelo entre Sporting e Benfica reforçou uma tendência que já vinha “apitando” nos nossos sistemas: Tiago Tomás é um autêntico íman que atraí o jogo faltoso do adversário. O jovem avançado foi mesmo o mais castigado do dérbi, com um total de cinco infracções, duas delas em zona já perigosa para a defesa “encarnada”. Confirmada a tendência era chegada a hora do nosso Antunes conferir se o feito do jovem “leão” tinha dimensão europeia. Conclusão? Tem e TT traz um conterrâneo com ele.

Tiago Tomás é não só o jogador na Liga portuguesa que mais faltas sofre no último terço do terreno como também o segundo a entre as principais seis Ligas europeias (Top 5 + Liga NOS). Mas como dissemos “TT” não se apresenta sozinho: é que alargando o critério a faltas sofridas em qualquer zona do campo encontramos outro português, no lugar cimeiro (x aequo): Diogo Rochinha, o criativo do Vitória SC.

[ Tiago Tómas só vê Neymar pela frente na hora de conquistar bolas paradas nas imediações da baliza contrária ]

Faltas-Último-Terço-infog
Clique para ampliar

Mas vamos por partes, primeiro Tiago Tomás, aquele que accionou o “alarme” GoalPoint. O sportinguista é, na Europa, entre jogadores com mais de 720 minutos de utilização (metade dos minutos possíveis na Liga portuguesa), o segundo que mais vezes é carregado no último terço a cada 90 minutos. As 1,8 infracções são apenas batidas pelas 2,0 cometidas sobre o astro brasileiro Neymar, do Paris Saint-Germain.

[ O mapa de faltas sofridas por Tiago Tomás na Liga NOS 2020/21 ]

Faltas-Último-Terço-Tiago-Tomás
Clique para ampliar

O jovem “leão” é um avançado versátil, que tanto joga no eixo, como cai para as alas e recua no terreno à procura de jogo, e isso reflecte-se claramente no mapa de faltas. O “leão” sofreu até agora 38 faltas na Liga (28 já no meio-campo adversário), 16 delas já no último terço ofensivo, com especial ênfase no flanco direito. Destaque para uma sofrida na grande área e que deu grande penalidade – nada perto sequer das que Mehdi Taremi sofre nesta zona decisiva do terreno. Uma última curiosidade, ligada à apetência com que “TT” conquista bolas paradas: sete das faltas que sofreu decorreram de… agarrões.

Rochinha no ponto de mira

Mas como já dissemos há outro português em destaque neste tema. Falamos de Diogo Rochinha, o vitoriano cuja morfologia e estilo de jogo deixa os adversários em apuros tais que colocam o vitoriano no topo da Europa, na contabilização da média total de faltas conquistadas a cada 90 minutos.

Faltas-Sofridas-infog
Clique para ampliar

O jogador português tem companhia de peso, na liderança dos jogadores mais “carregados” na Europa, com Neymar e Jack Grealish, craque do Aston Villa, a registarem as mesmas 4,6 faltas sofridas a cada 90 minutos. Seguem-se Josip Iličić, da Atalanta, e Andrea Belotti, goleador do Torino. Um Top 5 recheado de qualidade.

Faltas-Sofridas-Top5
Clique para ampliar

Rochinha foi travado em falta 41 vezes na Liga, 11 delas no último terço, com um desses “apitos” a resultar numa grande penalidade a favor do Vitória. O vimaranense é um jogador muito móvel, que tanto carrila jogo pelo meio, como cai nas alas, pelo que não espanta que sofra faltas na maioria das vezes na ala esquerda. A sua propensão para recuar no terreno e ajudar no processo defensivo – e iniciar transições ofensivas de zonas mais profundas – explica também o equilíbrio entre as faltas sofridas no seu meio-campo e no adversário.

Dois craques que muito jeito dão às suas equipas, saibam os colegas (e treinadores) explorar da melhor forma uma das mais importantes armas do Futebol actual: a bola parada ofensiva.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR