Suécia 🆚 Eslováquia | Isak carrega nórdicos às costas 💪

-

A Suécia venceu pela primeira vez neste EURO 2020 e assumiu, à condição, a liderança do Grupo E. Naquele que foi um dos mais pobres jogos deste Europeu, a formação nórdica bateu a Eslováquia por 1-0, graças a uma segunda metade onde foi superior em termos ofensivos, ainda assim precisou de uma grande penalidade para fazer funcionar o marcador.

GoalPoint-Sweden-Slovakia-EURO-2020-Ratings
Clique para ampliar

Segunda parte para compensar o bilhete

O jogo praticamente só valeu pela segunda metade. Na primeira as duas equipas limitaram-se a ataques desgarrados, sem nexo, algo fácil para as defesas anularem. No segundo tempo o cariz de jogo mudou, com o encontro a partir um pouco mais e os suecos a aproveitarem esse facto para criarem perigo, marcando, de grande penalidade, por Emil Forsberg, aos 77 minutos, a castigar falta de Martin Dúbravka sobre Robin Quaison. Os nórdicos remataram muito mais e com melhor qualidade e justificaram a primeira vitória.

[ Houve 57 passes entre Škriniar (14) e Šatka (5) ]

GoalPoint-Sweden-Slovakia-EURO-2020-pass-network
Clique para ampliar

O MVP GoalPoint👑

Na segunda parte, Alexander Isak abriu autenticamente o livro e começou a provocar perturbação na defesa eslovaca. Fortíssimo nos duelos aéreos ofensivos – ganhou quatro dos oito em que participou -, o ponta-de-lança da Real Sociedad é também veloz, versátil e tem grande qualidade com a bola nos pés, tendo somado seis dribles completos em seis tentativas. Terminou o jogo como o mais rematador, com quatro disparos, mas também o máximo de passes ofensivos valiosos (6), uma ocasião flagrante criada e oito acções com bola na área contrária. A flagrante falhada prejudicou-lhe a nota, ainda assim terminou com um GoalPoint Rating de 7.0.

Outros GoalPoint Ratings 🔺🔻

Destaques da Suécia:

Emil Forsberg 6.9 – O autor do golo sueco, de penálti. O jogador do Leipzig esteve muito activo, sempre a pedir a bola para ser ele a armar o jogo sueco, terminando com três passes para finalização e quatro dribles completos em cinco.

Mikael Lustig 6.4 – Bem o lateral-direito a atacar, com uma ocasião flagrante criada, e a defender, com duas intercepções e quatro bloqueios de remate.

Destaques da Eslováquia:

Milan Škriniar 5.9 – O central já havia sido o MVP ante a Polónia e voltou a ser o melhor dos eslovacos, com 93% de eficácia de passe, 98 acções com bola, cinco duelos aéreos defensivos ganhos em seis e dois bloqueios de remate.

Marek Hamšík 5.7 – O mais criterioso dos eslovacos, com 92% de passes certos, entre eles três ofensivos valiosos, mas não conseguiu criar desequilíbrios.

Pedro Tudela
Pedro Tudela
Profissional freelancer com 19 anos de carreira no jornalismo desportivo, colaborou, entre outros media nacionais, com A Bola e o UEFA.com.