Tchouaméni, um “polvo” que encanta o Principado

-

Aurélién Tchouaméni. Ora diga lá outra vez. O nome não é fácil de escrever ou de pronunciar, mas não se deixem enganar, estamos na presença de um jogador que poderá marcar uma época no futebol europeu e mundial.

A boa temporada que o Mónaco está a realizar – à passagem da 30ª jornada da Ligue 1 ocupa o quarto lugar a apenas quatro pontos da dupla de líderes PSG e Lille e menos um do que o Lyon – em muito se deve a erupção do jovem que só falhou um jogo na prova (2450 minutos de utilização), leva dois golos apontados e três assistências feitas.

Com o moral nos píncaros, o médio rubricou nas duas últimas rondas do campeonato gaulês exibições de encher a vista. No empate ante o Lille comandou a zona central, levou a melhor nos quatro duelos aéreos ofensivos em que interveio, foi ainda “perfeito” nos quatro dribles realizados, amealhou seis acções defensivas no meio-campo contrário, amealhou sete desarmes, bloqueou dois passes e recuperou a posse em 15 ocasiões.

ante o Saint-Étienne deu um “boost” ao nível de jogo, tendo marcado um golo, gizado uma assistência, cinco passes ofensivos valiosos, quatro acções no meio-campo do rival, seis desarmes, três remates bloqueados e oito recuperações do esférico. É caso para dizer Bravo, Aurélien! “Acho que tenho de ganhar mais consistência durante as partidas, tentar não ter momentos de fraqueza. O meu trabalho é dar mais equilíbrio à equipa, estabilizá-la ao fazer a ligação entre a defesa e o ataque”, referiu no final desse encontro, citado pela Eurosport.

E como actua este jogador que tem raízes camaronesas, mas que é internacional sub-21 pela França, onde ajudou os gauleses – utilizado nos três duelos da fase de grupos, não obstante as presenças de Eduardo Camavinga, Boubacar Kamara, Boubakary Soumaré ou Mattéo Guendouzi – a carimbar presença nos quartos-de-final do Europeu da categoria?

Aos 21 anos já demonstra muita maturidade e rapidez na forma como antecipa as jogadas, tem qualidade técnica para sair a jogar com qualidade e eficácia no primeiro terço de terreno. Devido à robustez física que patenteia – 1,85cm e 79 quilos – qual polvo, alcança um elevado raio de acção na zona central, onde forma dupla quase sempre na companhia de Youssouf Fofana, outro talento emergente da equipa.

Ou seja, tanto pode ser um “6” ou um “8”, um jogador completo, recuperador de bolas nato (média de 3,5 desarmes bem-sucedidos a cada 90 minutos e 1,7 intercepções), forte nos duelos pelos ares, com uma boa chegada às zonas decisão e visto por muitos como uma espécie de “novo Pogba”. Em suma um elemento-chave para Niko Kovac e que tem sido um dos principais culpados pelo facto de Florentino Luís (titular apenas duas vezes nas sete partidas da Ligue 1 em que foi opção) ter tido até ao momento pouco impacto no Mónaco.

Os números das duas últimas épocas de Aurélien

Formado nos escalões de formação do Bordéus, onde ingressou tinha 12 anos, foi trilhando um caminho também nas diversas selecções jovens de França e, em Janeiro de 2020, foi contratado pelos monegascos por €18M. Após seis meses de adaptação (apenas três jogos), agarrou uma vaga no “onze” titular.

“Aurélien está a evoluir muito bem e, jogo após jogo, tem conseguido subir de nível e trabalha muito”, disse recentemente o treinador croata.

E as “performances” deste “teenager” têm sido consubstanciados por números que impõem respeito, alguns dos quais referem que entre os atletas com mais de 1350 minutos de utilização no campeonato é:

  • O jogador com mais acções defensivas no meio-campo adversários (2,7 por 90 minutos);
  • É o quarto com mais acções defensivas no terço intermédio (3,4);
  • No último terço é o sétimo jogador com mais acções defensivas (1,0);
  • Brilhando, também, no que concerne aos desarmes, onde tem uma média de 3,8 a cada 90 minutos e ocupa o sexto posto neste item;
  • Tchouameni é, ainda, o segundo médio com melhor percentagem de duelos aéreos defensivos ganhos (73% de 1,7 por 90 minutos), ficando apenas atrás de Ibrahima Sissoko (84%), médio do Strasbourg.

Ainda com uma elevada margem de progressão, o internacional sub-21 pela França tem aguçado o apetite de alguns emblemas de maior projecção, caso do Chelsea. E também da selecção A dos Camarões, treinada pelo português António Oliveira, mas o ingresso na equipa principal dos campeões mundiais parece ser uma questão de tempo. O vínculo que o liga ao Mónaco tem a duração até 30 de Junho de 2024 e o valor de mercado situa-se nos €16M, de acordo com o Transfermarkt.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.