[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Tondela-Benfica-LIGA-NOS-201718-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Tondela-Benfica-LIGA-NOS-201718-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Tondela-Benfica-LIGA-NOS-201718-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Benfica conseguiu a maior goleada da sua temporada fora de casa. Na deslocação a Tondela, os “encarnados” venceram por claros 5-1, numa noite de grande inspiração de Pizzi – estreou-se a marcar esta época e logo com um bis. O médio luso marcou dois golos, fez uma assistência e terminou com o quarto rating mais elevado da época. Jonas bisou e já leva 18 golos na Liga, numa partida de sentido único que permitiu a Rui Vitória gerir o plantel e promover uma estreia absoluta.

Resumo💻

O Jogo explicado em Números 📊

  • Arranque de partida com domínio benfiquista na posse de bola, 73% nos primeiros dez minutos, mas dificuldades em atacar. As “águias” registavam apenas um remate, enquanto o Tondela, nas suas rápidas transições, somava dois. Porém, não havia disparos enquadrados nesta fase.
  • O jogo era de sentido único e, aos 17 minutos, os “encarnados” chegaram ao 1-0. André Almeida cruzou da direita e Pizzi, ao segundo poste, controlou a bola e finalizou sem oposição. Foi o quinto remate do Benfica, segundo enquadrado – desde os dez minutos até ao tento, os campeões nacionais dispararam quatro vezes.

  • Apenas o Benfica registava pontapés de canto por volta dos 25 minutos, três. Registo positivo para as poucas faltas cometidas, uma por parte do Tondela, duas pelo Benfica, num jogo entre duas equipas preocupadas apenas em jogar. Até que aos 26 minutos surgiu o 2-0.
  • Em mais uma jogada de envolvimento benfiquista, Álex Grimaldo centrou da esquerda e Salvio, na grande área, marcou de cabeça. Este foi o sexto golo do argentino na presente Liga NOS.
  • “Tridente” benfiquista em bom plano nos primeiros 35 minutos: Salvio 6.5, com um golo em dois remates; Grimaldo 6.4, com uma assistência em três passes para finalização; Pizzi 6.3, com um golo e o máximo de interacções com bola, 46.

  • Esta era a noite de Pizzi. Já nos descontos da primeira parte, e na sequência de mais uma bela jogada colectiva, Salvio serviu o médio com um passe picado para as costas da defesa beirã e Pizzi “fuzilou” Cláudio Ramos para o 3-0.
  • Intervalo Vantagem ampla do Benfica, reflexo do que se passou em campo. A primeira parte foi de sentido único, com duas equipas preocupadas apenas em jogar futebol (somente sete faltas). Os “encarnados” dominaram claramente, com 74% de posse, nove remates, quatro enquadrados e três golos. Isto para além de 86% de eficácia de passe. O melhor era, inevitavelmente, Pizzi, com um GoalPoint Rating de 8.1. Pelos dois golos que marcou, em dois remates (ambos enquadrados), mas também pelos três passes para finalização e as 68 acções com bola, o máximo do jogo.

  • Boa reacção do Tondela no segundo tempo, com bastante mais bola nos primeiros 15 minutos após o descanso (40%) do que na primeira parte. Mas aos 60 minutos, no primeiro remate do segundo tempo, e após um canto da direita, Grimaldo centrou e Jonas concluiu de primeira. Foi o primeiro golo do brasileiro no jogo (17º na Liga), a segunda assistência do espanhol.
  • Excelente o jogo de Jardel a nível defensivo, com cinco intercepções e sete duelos aéreos ganhos dos nove em que participou até aos 70 minutos. Fejsa, por seu turno, saiu aos 68 minutos com 95% de passes certos, cinco desarmes e nove recuperações de posse.

  • Aos 75 minutos, Heliardo isolou-se pela esquerda, rematou para defesa de Bruno Varela, mas a bola sobrou para Tyler Boyd e este, sem oposição, reduziu para os homens da casa. Foi o terceiro remate dos tondelenses no segundo tempo, segundo enquadrado, num lance de contra-ataque puro.
  • Mas na resposta, aos 78 minutos, Jonas bisou, a passe de Pizzi. O médio confirmava-se como a grande figura do desafio. Foi ao 13º disparo dos homens da Luz na partida, sexto enquadrado, numa altura em que registava 65% de posse na segunda parte.
  • Nota para a estreia absoluta de Keaton Parks na equipa do Benfica, que entrou para o lugar de André Almeida aos 84 minutos.

O Homem do Jogo 👑

Grande jogo de Pizzi. O médio do Benfica usufruiu de espaços como poucas vezes teve esta temporada, e aproveitou esse facto para rubricar uma exibição de grande nível, que lhe garantiu um GoalPoint Rating de 9.2, o quarto mais elevado da Liga NOS até ao momento. Pizzi bisou, fez uma assistência em cinco passes para finalização, teve sucesso em dois de três cruzamentos, nas duas tentativas de drible, e registou 124 acções com bola, o máximo do jogo e o registo mais alto nas 15 primeira jornadas da Liga NOS. Fez ainda 107 passes, 92 deles certos, e colocou a bola 11 vezes na área contrária.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Jonas 7.2 – O brasileiro bisou e chegou aos 18 golos na Liga NOS em 15 jornadas. Demorou a carburar, pois só marcou na segunda parte, mas a tempo de registar o terceiro melhor rating, graças igualmente a cinco remates (dois enquadrados).
  • Eduardo Salvio 8.2 – Grande jogo do argentino. Fez um golo em dois remates, uma assistência em dois passes para finalização, teve sucesso em duas de sete tentativas de drible, registou uma eficácia de passe de 91% e terminou a partida a defesa-direito.
  • Álex Grimaldo 6.8 – O lateral espanhol está aos poucos a subir de forma, e este foi o jogo ideal para mostrar qualidades, em especial a atacar. Na frente, fez quatro passes para finalização e dois deles acabaram mesmo por ser assistências para golo. Teve ainda sucesso em duas das quatro tentativas de drible e foi o segundo jogador com mais acções com bola, 97.
  • André Almeida 5.9 – O lateral está longe de ser um virtuoso, mas voltou a cumprir. Ainda na primeira parte fez a assistência para o 1-0, e no final registou um total de três passes para finalização. Teve pouco trabalho defensivo.
  • Tyler Boyd 5.8 – O neozelandês foi o melhor do Tondela, apesar de ter jogado apenas os últimos 23 minutos. O golo que marcou foi o ponto alto da exibição.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner