O FC Porto venceu o Tondela em Aveiro por 1-0, com maiores dificuldades do que aquelas que seriam expectáveis e exigíveis ao único candidato que beneficia da continuidade do trabalho do seu técnico. Lopetegui bem pode agradecer a Brahimi o momento “mágico” que garantiu o golo “azul-e-branco” e, mais tarde, ao aparecimento de um Casillas condizente com os seus pergaminhos, a parar uma grande penalidade na recta final da partida.

Liga NOS 2015/16 - J11 - Tondela vs Porto
Clique na infografia para ampliar (infografia: GoalPoint)

Bueno foi novidade e acabou por ser fundamental, ao fazer a assistência para o golo magistral e decisivo de Brahimi, com Herrera a regressar também ao “onze”. No segundo tempo regressaria também Maicon, já após a entrada de Tello e Rúben Neves, um retorno que poderia ter sido amaldiçoado pela grande penalidade cometida pelo central brasileiro sobre Murillo, não fosse a defesa de Casillas, a valer dois pontos num jogo pobre, com maiores responsabilidades para os comandados de Lopetegui.

Argelino de ouro

Brahimi destaca-se dos demais e é o nosso Homem do Jogo GoalPoint Ratings, não só pelo golo decisivo (a rever) mas também pela preponderância que teve no (pouco) jogo ofensivo dos “dragões”, com quatro remates, dois deles enquadrados, quatro dribles eficazes e ainda com dois desarmes defensivos. O argelino foi estrela cintilante numa noite de apagamento generalizado dos intervenientes na partida, na qual se regista também a expulsão de Lopetegui ainda no decurso do primeiro tempo.

Nota: Os GoalPoint Ratings resultam de um algoritmo proprietário desenvolvido pela GoalPoint que pondera exclusivamente o desempenho estatístico dos jogadores ao longo da partida, sem intervenção humana. Clique para saber mais.

> NA PRÓXIMA PÁGINA: O JOGO COMO O VIMOS, MINUTO A MINUTO