E lá se repetiu a história. Pelo segundo ano consecutivo Benfica, Porto e Sporting tombaram na Europa aos pés de emblemas germânicos. Leverkusen e Bayern assumiram o papel de clientes fiéis (haviam eliminado Benfica e Porto em 2014/15 respectivamente).

Novidade apenas o Dortmund, que ocupou o lugar do Wolfsburg no banquete habitual que os germânicos costumam realizar à custa das equipas portuguesas. O que sobra? Os números. Eis o que fizeram (e deixaram fazer) os três “grandes”,  em mais um adeus teutónico às provas da UEFA.

UEFA 15/16 | Os números do adeus germânico dos "grandes"
Clique na infografia para ampliar (infografia: GoalPoint)

Apetecendo-os olhar agora para o Sporting de Braga a verdade é que o prognóstico dos “guerreiros” é no mínimo… reservado. Tudo ficará esclarecido mais logo mas da maldição germânica ninguém nos safa. Para o ano é que é?