O GoalPoint cumpre hoje (13 de Junho de 2015) um ano de existência. É uma vida curta, face á oferta tradicional disponível em Portugal, no tema que nos propomos analisar em maior profundidade: o futebol. Para nós parece muito tempo, sobretudo ao revisitarmos o caminho percorrido.

Parece também muito mais pelo que fomos aprendendo. O GoalPoint não nasceu para lhe dar notícias ou informações de última hora, de futebol. Existem já muitos (demais?) canais especializados nessa área, alguns deles com qualidade. Desde o primeiro dia que nos propusémos analisar, explicar, decompor o futebol nacional e internacional, procurando sempre um ponto de vista sustentado, objectivo, quantificado (sempre que possível), independente e que justificativo da preferência de quem, com o passar do tempo, nos fosse descobrindo e ficando connosco.

Ao longo destes 12 meses chegámos a cerca 130.000 pessoas. Parece pouco mas se tivermos em conta que o GoalPoint cresceu apenas e só por pura recomendação e, recorrendo a um anglicismo, ao word-of-mouth, é notável. Temos hoje uma comunidade permanente e exigente, que nos acompanha, critica mas que também nos recomenda e incentiva. Isso motiva-nos a continuar a aprender a olhar e explicar o futebol de forma original e inovadora.

Moneyball
Um dos primeiros textos publicados no GoalPoint, acerca da relação entre o futebol e a estatística

É esse o compromisso que renovamos para o próximo ano: inovar, melhorar e criar ainda mais (e novas) razões para que nos visite regularmente. Da nossa parte fazemos apenas dois pedidos. Pedimos, em primeiro lugar, que nos ajude a melhorar, enviando-nos as suas sugestões, críticas e ideias sobre o GoalPoint. Pode fazê-lo recorrendo ao formulário que surge após este texto, nós agradecemos. Pedimos também que, se gosta de passar por cá e investir tempo com as nossas análises (há quem nos chame “nerds da bola”), nos dê a conhecer Siga-nos no facebook e/ou twitter, partilhe-nos com amigos com quem goste de discutir futebol. Um simples “já conheces este site? Vais gostar” ajuda-nos a crescer e provavelmente surpreenderá quem gosta de futebol mesmo a sério, para lá das baias do fora-de-jogo mal assinalado ou da trica entre dirigentes.

Não podiamos terminar este texto sem passar a mensagem mais importante: obrigado, em nome do GoalPoint, pela sua preferência. Continue a pensar futebol connosco. Vai valer a pena.

 

ENVIE-NOS AS SUAS CRÍTICAS, IDEIAS E SUGESTÕES DE MELHORIA (Obrigado!) 

[contact-form-7 id=”6″ title=”Contacto de 1″]