O GoalPoint nasceu a 13 de Junho de 2014. Desde então ofereceu-lhe centenas de análises e infografias que ilustram a nossa forma diferente de pensar o futebol português e internacional. Nesse trajecto fomos descobertos por mais de 130 mil goalpointers. Uns acompanham-nos desde o início, outros foram-nos descobrindo com o passar do tempo. Alguns poderão estar a descobrir-nos hoje.

Ao invés de revisitarmos tudo o que fizemos ao longo deste ano, num percurso que também foi, para nós, de descoberta, escolhemos dez conteúdos que, no nosso entender, definem o que oferecemos neste primeiros 12 meses de existência. Esperemos que goste.

1. UM MUNDIAL PARA RECORDAR

O Brasil 2014 tem tudo para confirmar a memória de melhor Mundial de sempre do futebol moderno (foto: AGIF / Shutterstock.com /Infografia: GoalPoint)
(foto: AGIF / Shutterstock.com /Infografia: GoalPoint)

O Brasil 2014 foi para nós uma “prova de fogo” imediata. Aquele que para muitos foi o melhor Mundial das últimas décadas foi para nós um primeiro momento de aprendizagem na hora de ler, escolher e oferecer dados e análise relevantes sobre o desporto que nos apaixona, o futebol.

O artigo que lhe recomendamos não foi o mais lido (nada ultrapassou o sucesso viral que constituiu a palestra em que Van Gaal explicou como trabalhou a selecção holandesa, colocando a nu indirectamente as falhas de Paulo Bento que redundariam no seu abandono do cargo de seleccionador), mas é talvez o que mantém actualidade, resumindo as tendências que ficaram de um Mundial que apaixonou o futebol em geral (e Luís Freitas Lobo de forma muito particular).

Recomendamos: QUE TENDÊNCIAS MARCARAM O MUNDIAL 2014?

Confira tudo o que publicámos sobre o Mundial 2014 aqui.

2. REFORÇOS, REFORÇOS, REFORÇOS

Clique na infografia para ler em detalhe (foto: efecreata mediagroup/Shutterstock.com)
Clique na infografia para ler em detalhe (foto: efecreata mediagroup/Shutterstock.com)

Findo o Mundial 2014 as atenções viraram-se para os reforços do futebol português, tema ao qual dedicamos especial atenção implementando, sempre que possível, uma análise detalhada dos números de desempenho dos principais reforços chegados à Liga NOS.

Passado todo este tempo é curioso perceber como os números nos permitiram antever um Brahimi endiabrado no drible ou um Talisca de remate fácil e forte, bem como antever que Naby Sarr faria (como vinha fazendo) do alívio a sua principal arma defensiva.

Deixamos um exemplo deste olhar sobre o mercado, porventura relativo ao reforço mais mediático do defeso 2014/15: Nani, um exemplo entre muitos de um tipo de análise que iremos oferecer novamente neste defeso (e que já iniciámos aliás com Alberto Bueno, reforço confirmado dos “dragões”)

Recomendamos: NANI, O REGRESSO DO “ACROBATA” LEONINO

Confira tudo o que publicámos neste primeiro ano acerca de “Reforços”.