O SL Benfica abriu a 12ª jornada da Liga NOS com uma vitória tranquila sobre a Académica por 3-0. Num jogo em que Rui Vitória fez descansar Gonçalo Guedes (entrou na segunda parte) e manteve Pizzi e Renato Sanches no “onze”, ficou na retina a exibição do jovem médio benfiquista – que tem a alcunha de “Bulo” -, autor de um golo de bandeira, mas também de Jonas, que bisou e regressou ao nível que vinha habituando os adeptos. Mas há que referir que foram precisas duas grandes penalidades para o Benfica arrancar para a vitória.

Liga NOS 2015/16 - J12 - Benfica vs Académica
Clique na infografia para ampliar (infografia: GoalPoint)

Por volta dos 10 minutos o Benfica tinha 91,3% de posse de bola, o que diz bem da mentalidade com que as duas formações entraram em campo. O “autocarro” academista vingou durante este período, mas aos poucos a “briosa” começou a soltar-se e ao intervalo o domínio benfiquista representava 70% de posse – também nove remates contra dois e 90% de passes certos. Mas essa intensa superioridade tardou a dar frutos, muito por culpa da boa exibição defensiva dos de Coimbra, em especial Ricardo Nascimento. E foi necessário um penalty escusado do guarda-redes Trigueira sobre Gaitán para Jonas (35′) abrir o activo, no seu nono golo na prova.

Também de penalty, a castigar mão de Ofori na área, Jonas bisou, numa altura em que a Académica tentava responder. E Renato Sanches, aos 85 minutos, tirou da cartola o momento alto do jogo, com um golo estupendo de bem longe. O jogo terminou com 66% de posse para o Benfica, 14 remates (sete enquadrados) contra quatro, numa noite tranquila para a “águia”.

Que bomba de Renato Sanches!

Palavras para quê perante este golaço de Renato Sanches! 󾭩󾭩󾭩󾭩󾭩(via BTV)www.goalpoint.pt | Uma coisa de "hipsters da bola" 😎 ⚽

تم نشره بواسطة ‏‎GoalPoint.pt‎‏ في 4 ديسمبر، 2015

Jonas ao ritmo de Sanches

Jonas foi o Homem do Jogo com base no GoalPoint Ratings, ao somar 7.9. O brasileiro bisou e fez jogar toda

GoalCastSquareNovo1400px
Clique para conferir a análise de Renato Sanches por Rui Malheiro no nosso podcast

a equipa. Rematou quatro vezes, três delas enquadradas (quase metade o total da equipa), realizou ainda quatro passes para ocasião e uma assistência. Mas não foi o único a brilhar na equipa de Rui Vitória. Renato Sanches continua a cimentar o estatuto de “menino bonito” do terceiro anel e, para além da bela exibição que realizou, que lhe valeu 7.0 no GoalPoint Ratings, marcou um golo fantástico que, certamente, nunca irá esquecer. Nos registos ficam 100 toques na bola (o mesmo que Jardel, que foi o segundo melhor no GoalPoint Ratings, com 7.2), 84,1% de passes certos, um passe para ocasião e 66,7% de 12 duelos ganhos.

Na Académica, destaque para Nuno Piloto, que somou 5.3 no GoalPoint Ratings. O médio somou dois desarmes, dois alívios e duas intercepções, e não comprometeu no seu trabalho a meio-campo.

Nota: Os GoalPoint Ratings resultam de um algoritmo proprietário desenvolvido pela GoalPoint que pondera exclusivamente o desempenho estatístico dos jogadores ao longo da partida, sem intervenção humana. Clique para saber mais.

> NA PRÓXIMA PÁGINA: O JOGO COMO O VIMOS, MINUTO A MINUTO