Vitória FC | Pouca cabeça dá nisto 👨‍👦

-

Vamos começar por um exercício simples. Veja o vídeo seguinte, com o resumo do mais recente Benfica – Vitória de Setúbal, e conte quantos lances de perigo nascem a partir de duelos aéreos ganhos pelos “encarnados”.

Se, como nós, perdeu a conta, não saberá ao certo quantos foram, mas… foram muitos. Este jogo foi apenas mais um episódio que deixou óbvio algo que tem sido evidente esta época: o Vitória de Setúbal é a pior equipa da Liga NOS no que ao jogo aéreo diz respeito, e os números dizem que é mesmo, de bem longe, a pior da Europa.

[vc_table vc_table_theme=”simple”][align-center;bg#000000;c#ffffff]%23,[bg#000000;c#ffffff]Equipa,[align-center;bg#000000;c#ffffff]Duelos%20A%C3%A9reos%20Defensivos,[align-center;bg#000000;c#ffffff]%25%20Ganhos|[align-center;bg#58d642;c#ffffff]116,[bg#58d642;c#ffffff]Vit%C3%B3ria%20Set%C3%BAbal,[align-center;bg#58d642;c#ffffff]12%2C9,[align-center;bg#58d642;c#ffffff]40%2C6%25|[align-center]115,Augsburg,[align-center]22%2C8,[align-center]46%2C1%25|[align-center]114,Amiens,[align-center]16%2C6,[align-center]47%2C2%25|[align-center]113,Getafe,[align-center]13%2C2,[align-center]48%2C7%25|[align-center]112,Crystal%20Palace,[align-center]12%2C4,[align-center]49%2C1%25[/vc_table]

Médias por jogo nas Ligas Domésticas
Fonte: GoalPoint / Opta

No nosso campeonato, só o Tondela, com 49,7% de duelos aéreos defensivos ganhos, fica abaixo dos 50%, marcando assim um fosso enorme para todas as outras, que o Benfica soube explorar como ninguém, conseguindo uma das maiores goleadas da época.

Os números do Vitória já não eram famosos na época passada. Na altura, os setubalenses ocupavam o 86º lugar da tabela, graças a 53% de duelos aéreos defensivos ganhos, mas a percentagem era positiva muito por culpa de um jogador que já não veste de verde e branco. Frederico Venâncio, que actua agora no Sheffield Wednesday, chamava a si 2,8 duelos aéreos defensivos a cada jogo, tendo sucesso em 69,6% dos mesmos, um dos melhores registos da Liga NOS 16/17. Sem ele, o panorama é desolador.

[vc_table vc_table_theme=”simple”][bg#000000;c#ffffff]Jogador,[align-center;bg#000000;c#ffffff]Duelos%20A%C3%A9reos%20Defensivos,[align-center;bg#000000;c#ffffff]%25%20Ganhos|Vasco%20Fernandes,[align-center]2%2C9,[align-center;bg#dd3333;c#ffffff]40%2C7%25|Tom%C3%A1s%20Podstawski,[align-center]2%2C2,[align-center;bg#dd3333;c#ffffff]38%2C9%25|Andr%C3%A9%20Pedrosa,[align-center]2%2C1,[align-center;bg#dd3333;c#ffffff]35%2C3%25|Nuno%20Pinto,[align-center]1%2C8,[align-center;bg#dd3333;c#ffffff]29%2C4%25|Edinho,[align-center]1%2C5,[align-center;bg#dd3333;c#ffffff]28%2C6%25|Pedro%20Pinto,[align-center]1%2C3,[align-center;bg#eeee22]50%2C0%25|Nen%C3%AA%20Bonilha,[align-center]1%2C2,[align-center;bg#dd3333;c#ffffff]28%2C6%25|Arnold%20Issoko,[align-center]1%2C0,[align-center;bg#dd3333;c#ffffff]33%2C3%25[/vc_table]

Médias por 90 minutos na Liga NOS 17/18
Fonte: GoalPoint / Opta

Dos oito jogadores mais utilizados que disputam mais do que um duelo aéreo defensivo por jogo, apenas Pedro Pinto atinge os 50% de sucesso. Sete deles estiveram em campo este domingo.

Não sabemos se Rui Vitória preparou a sua estratégia tendo estes dados em conta, mas, se o fez, esteve aí uma das chaves do jogo. Qualquer equipa que saiba tirar partido disto no futuro vai criar muitas dificuldades ao Vitória de José Couceiro, pelo menos até a lacuna ser colmatada em Janeiro. Afinal de contas, enquanto treinadores, podemos controlar o que a nossa equipa faz quando tem a bola – e nisso o Vitória é uma equipa bem trabalhada -, mas também é necessário estarmos preparados para aquilo que o adversário faz quando a tem.

Hernâni Ribeiro
Hernâni Ribeiro
Formado em estatística e gestão de informação, e Data Scientist profissional. É Head of Analytics na GoalPoint e responsável pela GoalPointPro
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR