O “defeso” 2016/17 já está ao rubro. Como é hábito GoalPoint nesta fase do ano, indicámos já alguns nomes que fariam sentido para Benfica, FC Porto e Sporting e mais recentemente Sporting de Braganum contexto (surreal, admitimos) de contenção e racionalidade financeira.

Agora a nossa atenção vira-se para… o Vitória SC, mais conhecido como Vitória de Guimarães e para um cenário de contratações acertadas para o conjunto comandado esta época por Pedro Martins, num orçamento máximo de cinco milhões de euros. Vamos a isto.

5. Ricardo Ribeiro (Portugal)

“O pequeno grande guardião”
26 anos | Guarda-redes | Belenenses
Valor de mercado: aprox. 500 mil euros

Após passagens por Moreirense, Estoril e Académico de Viseu, Ricardo Ribeiro joga agora no Belenenses. Apesar da estatura média-baixa para a posição (1,83m), Ribeiro é um guarda-redes ágil, rápido e forte na comunicação com a linha defensiva, apresentando ainda um jogo de pés muito razoável.

Ricardo não tem tido grandes oportunidades na equipa do Restelo mas a idade ainda coloca tudo em aberto quanto ao seu futuro.Na cidade “berço” poderia oferecer concorrência ao “puto” prodígio Miguel Silva.

4. Prince-Désir Gouano (França)

“O centralão grátis”
22 anos | Defesa-central | Sem clube
Valor de mercado: 1.7 milhões de euros (livre)

O central francês (1,86m) já é um nome conhecido do futebol português, tendo já passado pelo Rio Ave na época 14/15, por empréstimo do Atalanta.

A carreira de Prince tem sido marcada por alguma instabilidade: já após a passagem pela Liga NOS seguiram-se empréstimos sucessivos a Bolton e Gaziantepspor, encontrando-se neste momento sem clube, isto após ter prometido outro trajecto quando se afirmou como internacional francês Sub-18 e Sub-19.

Prince apresenta uma técnica de recepção de bola e passe acima da média e incomum para alguém da sua posição. É um jogador muito rápido e agressivo, forte na marcação individual e que tem a excelente capacidade de integrar a fase ofensiva, conduzindo a bola até terrenos mais avançados e criando inúmeras situações de superioridade numérica.

Um regresso ao futebol português e alguma estabilidade poderiam permitir-lhe afirmar em definitivo as qualidades que nunca conseguiu afirmar com a necessária regularidade.

3. Fabinho (Portugal)

Fabinho, Feirense

“A jóia mais brilhante lá da Feira”
21 anos | Médio-ofensivo | Feirense
Valor de mercado: aprox. 450 mil euros

Fabinho é um armador de jogo de 21 anos, um “playmaker” que tem jogado na LEDMAN LigaPro, ao serviço do Feirense. Apesar de jogar mais como médio-centro, destaca-se mais quando alinha como médio-ofensivo, pelas suas características ofensivas e qualidade técnica apurada.

É rápido, forte no passe e leitura de jogo, sendo também um médio de grande mobilidade.

2.  Abdoulaye Diallo (Senegal)

Para o futuro
20 anos | Ponta-de-lança | Desportivo das Aves
Valor de mercado: aprox. 25 mil euros

Diallo é um ponta-de-lança de apenas 20 anos, que fez a sua formação no Oeiras e Sporting, jogando neste momento no Desportivo das Aves, onde terminou a sua primeira temporada na LEDMAN LigaPro.

É um atacante forte fisicamente, que se posiciona bem entre as linhas de passe e funciona como um “porto-seguro”, forte a guardar a bola. Tem no cabeceamento uma “arma” a destacar, bem como um toque de bola de qualidade. No Aves não teve grandes oportunidades mas contexto certo pode evoluir e afirmar-se como uma solução de futuro.

1. Vincent Vermeij (Holanda)

“O gigante dos Países-Baixos”
21 anos | Ponta-de-lança | De Graafschap
Valor de mercado: aprox. 750 mil euros

Vermeij tem 21 anos, uma estatura imponente (1,95m) e joga nos holandeses do De Graafschap, onde fez nove golos e uma assistência em 33 jogos.

É um “gigante” que ocupa muito bem a área adversária e dá muito trabalho aos defesas, ganhando muitos duelos aéreos e criando espaços para o aparecimento de um segundo-avançado ou extremo.

Tecnicamente forte no controlo de bola e remate Vermeij apresenta uma qualidade de passe aceitável para um… “pinheiro”.