[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Vitória SC bateu o Sporting por 1-0, confirmando o bom momento, ao mesmo tempo que colocou um fim à impressionante série que os “leões” vinham formando, desde a chegada de Marcel Keizer. Num jogo onde raramente o Sporting mostrou capacidade para inverter o rumo dos acontecimentos, acabou por ser Renan Ribeiro, guardião dos “leões”, a impedir um resultado mais pesado, face à quantidade de remates e situações de perigo somadas pelos “conquistadores”. Com esta derrota os vimaranenses aproximam-se do Braga (agora a cinco pontos) enquanto os “leões” perdem o segundo lugar para o Benfica.

Resumo💻

O Jogo explicado em Números 📊

  • O Vitória mostrou desde cedo não temer o “furacão Keizer”, assumindo a iniciativa ofensiva, nos primeiros 15 minutos de jogo e obrigando Renan Ribeiro a uma intervenção de elevado grau de dificuldade.
  • Aos 26 minutos Tozé dava corpo ao atrevimento vimaranense, com um pontapé de ressaca, de fora da área, e na sequência de um canto, com a bola a sofrer ainda um ressalto que traiu o guardião leonino. Estava feito o 1-0.

  • Apesar do golo, o Vitória não deixava de procurar a sua sorte, perante um “leão” apático, em comparação com o nos vinha habituando. A cinco minutos do intervalo os “conquistadores” já somavam nove remates, contra quatro dos “verde-e-brancos”.

  • Intervalo Vantagem justificada para um Vitória afirmativo no primeiro tempo, perante um Sporting até então incapaz de equilibrar as operações e ameaçar a baliza de Douglas. Tozé, o autor do golo, era o melhor em campo com um rating de 7.3, somando três remates, outros tantos desarmes e 85% de passes certos.

  • Os “leões” regressaram do intervalo com Raphinha no lugar de Jovane, mostrando-se também mais perigosos, precisamente por intermédio do ex-vimaranense, que realizou o primeiro remate enquadrado leonino, colocando Douglas à prova.

  • Por volta do minuto 55 Renan derruba Guedes na área leonina mas o avançado partira de fora de jogo. Susto para os “leões”, rectificado com recurso ao VAR. O Sporting somava 67% de posse e chegava pouco depois aos três remates no segundo tempo, contra um dos “conquistadores.
  • A partir do minuto 60 surgiu a retoma vimaranense, com Renan a travar dois remates para golo. O brasileiro chegava às cinco defesas, todas de grau elevado de exigência e pouco depois, aos 70 minutos, via a bola beijar a trave. O guardião viria a terminar o jogo com seis “paradas” e com o “título” de guardião com mais defesas na jornada, o que diz bem das dificuldades vividas pelo Sporting em Guimarães.

  • À medida que se aproximava o final do encontro mais o Vitória controlava as operações e menos o Sporting parecia capaz de obter melhor sorte no encontro e prova disso foi o facto improvável de Dost ter feito o seu primeiro remate enquadrado à baliza ao minuto… 86.

O Homem do Jogo 👑

O irredutível Tozé terminou a partida no mesmo posto com que chegou ao intervalo: como o melhor jogador em campo, com um rating de 7.8  e não foi só pelo decisivo golo. O médio-ofensivo somou quatro remates, dois deles enquadrados, entregou 88% dos seus 33 passes com eficácia e ainda ajudou nas despesas defensivas, somando três desarmes, duas intercepções e ainda um remate bloqueado. Decisivo e trabalhador.

 

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Davidson 7.4 – Tivesse o ala feito o gosto ao pé e disputaria o título de melhor em campo. E não foi por falta de tentativas: alvejou a baliza de Renan em cinco ocasiões, o máximo do jogo, e ainda fez três passes para finalizações dos colegas, concluindo com eficácia quatro dos sete dribles que ensaiou. Jogão.
  • Acuña 7.1 – O melhor “leão” (para lá de Renan) fez o que pôde para sair de Guimarães com melhor sorte, e o que fez foi bastante, recuperando a posse oito vezes, desarmando quatro adversários e aliviando a bola da zona de perigo em seis ocasiões. Apesar da sobrecarga defensiva ainda conseguiu somar três passes para finalização.
  • Renan Ribeiro 6.6 – O brasileiro foi fundamental na definição da margem mínima com que o Vitória venceu o jogo, somando uma mão cheia de intervenções decisivas e que foram adiando o segundo golo “conquistador” até ao ponto deste… nunca chegar.
  • Bas Dost 4.5 – Pelo tipo de jogador que é, o holandês paga facturas bem altas sempre que o Sporting não consegue jogar. Foi o caso esta noite, terminando com o pior desempenho, com apenas dois remates, o único enquadrado já aos 86 minutos. Das 23 vezes que tocou na bola perdeu a sua posse em cinco.

GoalPoint-Passatempo-GoalPoint-Ratings-PS4-Pro-2017-banner