V. Setúbal 🆚 Benfica | Pontaria sadina trama “águia”

-

[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”GoalPoint Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Setubal-Benfica-LIGA-NOS-201617-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”Melhor em Campo ” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Setubal-Benfica-LIGA-NOS-201617-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”45m” tab_id=”1465571624614-ba177b16-4154″]
GoalPoint-Setubal-Benfica-LIGA-NOS-201617-45m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”90m” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Setubal-Benfica-LIGA-NOS-201617-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

O Benfica caiu aos pés do Vitória de Setúbal, no Estádio do Bonfim, graças a um golo dos sadinos apontado ainda na primeira parte. As “águias” foram mais dominadoras durante todo o encontro mas raramente conseguiram criar verdadeiras situações de perigo, acabando por deixar vir à tona os nervos de uma equipa que viu a vantagem para o seu mais directo rival encurtar para um ponto, aos pés de uns sadinos que souberam subtrair cinco pontos ao campeão, nesta Liga.

O Jogo explicado em Números 📊

  • Primeiros dez minutos da partida com claro sinal mais para o Benfica, que somava dois remates a rasar o poste e 77% de posse de bola. A alta pressão exercida pelas “águias” era ainda visível na enorme diferença no número de passes (75-22).
  • Depois de um primeiro aviso, por volta dos 15 minutos, o Vitória de Setúbal acabou por marcar, aos 20 minutos, por Zé Manuel, numa jogada de insistência que teve origem numa escorregadela de Lindelof dentro da área.

  • A equipa do Benfica reagiu bem à desvantagem e só não marcou aos 25 minutos porque Frederico Venâncio cortou a bola em cima da linha de golo. Os “encarnados” chegariam à meia-hora de jogo com 76% de posse de bola e com mais do triplo de passes realizados (230-68).
  • Intervalo Os visitantes chegaram ao final do primeiro tempo com nove remates, três deles enquadrados, contra quatro dos da casa, um dos quais à baliza. Zé Manuel, o autor do golo dos sadinos, liderava os  GoalPoint Ratings, com 6.2, seguido de Nenê Bonilha 6.0. Jonas era o melhor jogador da equipa “encarnada”, também com 6.0, fruto sobretudo dos três remates que havia realizado, dois deles à baliza.
  • Sem Cervi, que cedeu o lugar a Rafa ao intervalo, o Benfica entrou na segunda parte novamente a comandar as operações, ainda que sem resultados práticos: passados 15 minutos, as “águias” ainda só tinham feito um remate, e este nem sequer tinha levado a direcção correcta.

  • Com o passar dos minutos, o jogo tornou-se cada vez mais “mastigado”, com o Vitória de Setúbal a fechar muito bem as suas linhas e o Benfica a não conseguir fazer valer a sua superioridade em termos de posse de bola (sempre na ordem dos 80%) e qualidade de passe (eficácia de passe de 86% contra 51% do adversário). O primeiro remate enquadrado da segunda etapa surgiu só à entrada dos últimos dez minutos, num cabeceamento de Luisão que não teve consequências de maior.

  • Os últimos minutos da partida foram de alguma aflição junto da baliza dos sadinos, que acabariam por segurar a vantagem até ao último sopro. O Vitória acabou por conseguir os três pontos com um golo apontado no único remate enquadrado que fez em todo o jogo. O Benfica, por sua vez, não conseguiu aproveitar o domínio que teve dentro de campo (79% de posse de bola, 20 remates, seis dos quais enquadrados, 83% de eficácia de passe contra apenas 49%) e acabou por sofrer a sua segunda derrota consecutiva para as competições nacionais, com a agravante de agora ter apenas um ponto de vantagem sobre o FC Porto.

O Homem do Jogo 👑

Foi um dos jogadores mais inconformados do conjunto “encarnado” e tudo fez para que a sua equipa conseguisse um resultado melhor. Zivkovic, que actuou no lado direito do ataque, foi o Homem do Jogo GoalPoint Rating, com uma nota de 7.4, fruto de uma boa exibição: seis passes para ocasião, quatro dribles eficazes, 22 entradas na área adversária e sete recuperações de posse. Um dos poucos sinais positivos que Rui Vitória conseguiu desta partida.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Luisão 6.8 – Foi surpreendentemente o jogador “encarnado” que mais remates enquadrados fez (três). Defensivamente, não teve muito trabalho, somando um alívio e uma intercepção.
  • Nenê Bonilha 6.4 – Excelente exibição do trinco brasileiro, que recuperou a bola nove vezes, fez cinco desarmes e venceu 64% dos duelos que protagonizou
  • Rafa 6.2 – Entrou ao intervalo e deu nova alma ao ataque do Benfica. Fez um passe para ocasião e um cruzamento eficaz, e venceu 78% dos seus duelos.
  • Bruno Varela 5.9 – Foi um dos elementos determinantes nesta vitória sadina, somando cinco defesas, embora nenhuma delas de especial grau de dificuldade.
  • Cervi 4.8 – Noite apagada do extremo argentino, que fez apenas 15 passes em 45 minutos, acertando apenas 11 deles. Venceu apenas três dos dez duelos que disputou e aos 11 minutos já somava as três faltas que cometeu e um amarelo.

Resumo💻

Luís Mira
Luís Mira
Jornalista com mais de uma década de experiência profissional. Colaborou com vários órgãos de comunicação, nacionais e estrangeiros, entre os quais Público, A Bola, Goal.com, Sky Sports e BBC.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR