V. Setúbal 🆚 Sporting | Edinho gela “leão” apático ❄

-

[vc_tta_tabs][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-line-chart” add_icon=”true” title=”Ratings” tab_id=”1465571624475-01e55dfc-58e2″]
GoalPoint-Setúbal-Sporting-LIGA-NOS-201718-Ratings
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_position=”right” i_icon_fontawesome=”fa fa-trophy” add_icon=”true” title=”MVP” tab_id=”1465571693503-4a0f9bf6-e654″]
GoalPoint-Setúbal-Sporting-LIGA-NOS-201718-MVP
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][vc_tta_section i_icon_fontawesome=”fa fa-futbol-o” add_icon=”true” title=”Stats” tab_id=”1465571672809-6f7d6717-7b04″]
GoalPoint-Setúbal-Sporting-LIGA-NOS-201718-90m
Clique para ampliar
[/vc_tta_section][/vc_tta_tabs]

Balde de água fria para o “leão” em Setúbal. O Sporting mandou no jogo do princípio ao fim no Estádio do Bonfim, marcou, criou (e perdeu) oportunidades de golo, mas adormeceu na lentidão e falta de qualidade do jogo e deixou-se empatar já nos descontos, numa grande penalidade convertida por Edinho, quando já ninguém esperava por outro desfecho a não ser a vitória sportinguista.

Resumo💻

O Jogo explicado em Números 📊

  • Arranque de jogo algo frio, como a noite em Setúbal. Sporting com 80% de posse, mas apenas um remates nos primeiros dez minutos, enquadrado, da autoria de Gelson Martins.
  • A pressão leonina foi-se intensificando, perante um Vitória sem grandes ideias e capacidade para colocar muitos homens na frente. Os visitantes registavam cinco remates aos 20 minutos, apenas um com boa direcção, e 76% de posse de bola, adivinhando-se o golo a qualquer momento.
  • E esse tento surgiria aos 31 minutos. Gelson Martins serviu Bruno Fernandes que, na passada, rematou para o fundo da baliza de Cristiano. Um golo que surgiu ao sexto remate leonino, segundo enquadrado, numa altura em que a formação de Jorge jesus era senhora do encontro, com 73% de posse.

  • A contrariar o domínio e superioridade do Sporting apenas se destacava, por volta dos 40 minutos, o lateral-direito Arnold, que nesta fase registava um rating de 6.2, fruto essencialmente de seis desarmes.
  • Intervalo Vantagem totalmente justificada do Sporting ao descanso. Os “leões” dominaram por completo a partida, com 72% de posse de bola, sete remates, dois enquadrados, uma ocasião flagrante e um golo marcado. Isto perante um Vitória que só rematou duas vezes (sem boa direcção) e não foi além dos 59% de eficácia de passe nestes primeiros 45 minutos. O melhor nesta altura era Gelson Martins, com um GoalPoint Rating de 6.4. O extremo tentou o golo, em dois remates, um enquadrado, mas brilhou na assistência para o tento de Bruno Fernandes.

  • Mais do mesmo no arranque da segunda parte. “Leão” dominador e mais perigoso, com os dois únicos remates nos primeiros 15 minutos após o reatamento (embora desenquadrados) e um Vitória com apenas 29% de posse e uma percentagem de passe a rondar os 60%.
  • A inoperância dos da casa era total, ao ponto de arrastar o próprio Sporting para uma segunda parte menos conseguida e mais atabalhoada. Ainda assim, só os “leões” tinham rematado (3) após o descanso, quando o jogo atingia os 70 minutos, mas sempre disparos desenquadrados. E até a posse de bola começava a cair (66%).

  • Aos 73 minutos, finalmente o Vitória enquadrou o seu primeiro remate no jogo, por João Amaral, mas Sebastián Coates impediu o empate para os sadinos. Grande oportunidade de golo.
  • Muitas bolas na área do Vitória colocadas pelo Sporting por volta dos 80 minutos, mais concretamente 31, contra 16 na área contrária. E nesta altura, o “leão” era dono de todos os cantos da partida, sete – mais um sintoma da inoperância sadina.

  • Num dos últimos lances do jogo, Bruno Fernandes passou por todos na grande área e acertou no poste esquerdo da baliza de Cristiano. Mas o jogo não estava fechado, apenas adormecido. E nesse adormecimento, o Vitória apanhou o Sporting em contra-pé, já nos descontos. Edinho isolou-se e o árbitro assinalou falta de Mathieu sobre o atacante na grande área. Na conversão do penálti, Edinho não falhou e fez o 1-1.

O Homem do Jogo 👑

Bruno Fernandes foi o melhor em campo no Estádio do Bonfim. O Sporting esteve sempre em cima do V. Setúbal, à procura de ampliar a vantagem conseguida através de um tento do médio português, e ele próprio teve nos pés o 2-0, mas a bola foi ao ferro. Bruno terminou com um GoalPoint Rating de 7.4, não só pelo tento que apontou, em dois remates, mas também pelos dois passes para finalização e pela ajuda que deu na defesa, com quatro desarmes realizados e seis recuperações de posse.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Gelson Martins 6.8 – O extremo foi o melhor nos primeiros 45 minutos, e até melhorou o seu rating. Porém, a exibição de Bruno Fernandes atirou Gelson para segundo. No final registou uma assistência em dois passes para finalização, tentou oito vezes o drible, cinco com sucesso e fez três desarmes.
  • Nuno Pinto 6.6 – Aquele que tem sido o melhor jogador dos sadinos esta temporada foi, também, o melhor ante o Sporting. O lateral-esquerdo esteve especialmente bem a defender, com 11 recuperações de posse e 15 acções defensivas.
  • Arnold 6.5 – Desde o início que o lateral-direito estava a ser um dos melhores dos da casa, e confirmou-o até final. Ao intervalo já registava impressionantes seis desarmes, e terminou com sete, um deles ganho na grande área, para além de cinco alívios.
  • Marcos Acuña 6.4 – O argentino esteve muito certo ao longo da partida, tendo realizado quatro remates, o máximo do encontro, embora nenhum enquadrado. Para a história ficam também dois passes para finalização, cinco tentativas de drible (uma com sucesso) e 14 vezes a bola colocada na área contrária.
  • Mathieu 4.4 – O central francês nem estava a comprometer, pois o Vitória não o tinha obrigado a grande trabalho. Porém, cometeu a grande penalidade que definiu o empate final, pelo que soma o pior rating leonino.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner

Pedro Tudela
Pedro Tudela
Profissional freelancer com 19 anos de carreira no jornalismo desportivo, colaborou, entre outros media nacionais, com A Bola e o UEFA.com.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR