Vlachodimos é o melhor “cadeado” da Europa 🔒

-

O Verão foi agitado para os lados do Estádio da Luz, no que às balizas diz respeito. Foi pública a busca por um novo guarda-redes, e o italiano Mattia Perin até chegou a aterrar em Lisboa, falhando posteriormente nos exames médicos.

Até tendo em conta os nomes falados, a falta de confiança em Odisseas Vlachodimos como primeira opção parecia óbvia, visto que à partida nenhum dos nomes falados chegaria à Luz para fazer sombra ao grego, no entanto, isso não se notou nos desempenhos do “camisola 99”.

Se já na temporada passada pouco houve a apontar ao sucessor de Bruno Varela, a época 19/20 tem sido de completa afirmação para Vlachodimos. Após mais uma excelente exibição 6.6 em Guimarães, com quatro defesas, todas a remates feitos dentro da área, o grego reforçou a liderança no “top” europeu de eficácia entre os postes, com uma margem “brutal” sobre a concorrência.

Clique para ampliar

O grego defende 86,1% dos remates dirigidos à sua baliza no presente campeonato. Quer isto dizer que, em média, cada equipa tem que realizar 7,2 remates enquadrados até bater Odisseas. Um registo que supera largamente o de Makaridze e Marchesín (5,5), Navas ou Alisson (5,4).

Mas dirá o leitor, e com razão, que nem todos os remates são iguais. É aí que entra a métrica expected saves (xS). Esta métrica dá-nos a probablidade de defesa de cada remate, tendo em conta vários parâmetros que vão desde a localização e colocação do remate, ao posicionamento do guarda-redes. Conseguimos portanto dizer que, por exemplo, este remate de Xavier em Tondela tinha uma probabilidade de defesa de apenas 54%, e Vlachodimos foi lá “buscá-lo”.

Ora, se aplicarmos esta lógica a todos os remates enquadrados da Liga NOS, conseguimos calcular ainda com maior precisão a eficácia de cada guarda-redes do nosso campeonato. Mais uma vez, Vlachodimos tem números muito acima da média.

Os números dizem-nos que em média um guarda-redes “normal” já teria sofrido 9,6 golos, tendo em conta as situações de remate permitidas pelo Benfica, e Odisseas sofreu apenas cinco. Quer isto dizer que o rácio de golos evitados por Vlachodimos é de 1,93, um número que supera por larga margem o do segundo melhor, Marco Pereira (Santa Clara)

Guarda-redesGolos sofridosGolos sofridos esperadosDiferençaRácio
Odisseas Vlachodimos 🇬🇷 (Benfica)59,6+4,61,93
Marco Pereira 🇵🇹 (Santa Clara)1724,7+7,71,45
Giorgi Makaridze 🇬🇪 (Vitória FC)1014,0+4,01,40
Renan Ribeiro 🇧🇷 (Sporting)1114,4+3,41,31
Mateus Pasinato 🇧🇷 (Moreirense)1721,4+4,41,26

São números difíceis de acreditar, mas que surpreendem menos se olharmos os da temporada passada.

Guarda-redesGolos sofridosGolos sofridos esperadosDiferençaRácio
Odisseas Vlachodimos 🇬🇷 (Benfica)2837,8+9,81,35
Charles Silva 🇧🇷 (Marítimo)2733,5+6,51,24
Douglas Jesus 🇧🇷 (Vitória SC)2125,0+4,01,19
Helton Leite 🇧🇷 (Boavista)2630,9+4,91,19
Tiago Sá 🇵🇹 (Braga)3135,6+4,61,15

O grego já tinha sido o guarda-redes mais eficaz em Portugal em 2018/19, e evitou que o Benfica sofresse quase 10 golos, números bem diferentes de Casillas (1,1) e que podem ter sido fundamentais para a conquista do campeonato nacional por parte dos “encarnados”.

Não deixa por isso de espantar que as “águias” tenham procurado tão avidamente um guarda-redes na última janela de mercado. Dificilmente as eventuais limitações no jogo com os pés ou nas saídas da baliza poderão ter um peso maior do que os 15 golos que Vlachodimos já “salvou” no campeonato ao longo desta época e meia, e estamos sem dúvida na presença de um dos melhores guarda-redes que passou por Portugal em tempos recentes.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR