A febre anda por aí e não há como lhe fugir: das crianças aos homens feitos, é vê-los de telemóvel nas mãos, a jogar Pokemon Go e, por vezes, a esbarrarem contra postes e paredes, absorvidos pelo “vício”.

O “revival” da febre Pokemon também já chegou ao futebol, com alguns clubes (entre os quais portugueses) a darem contra da “fauna” que vagueia pelos seus estádios e outros a apresentarem reforços ao estilo do jogo mobile do momento.

Nós decidimos procurar futebolistas com alguma relação com a “bicharada” em causa e, sendo verdade que alguns casos puxam pela imaginação, há mesmo um jogador cujo nome se baseia no universo Pokemon. O mundo está perdido, mas até à perda final… divirta-se com a “mão cheia” de “bonecos” que descobrimos.

5. KADABRA

Cadabra

 

OK, há “batota” de uma consoante, mas a história deste guarda-redes cabo-verdiano justifica a “marosca”.

O seu nome de baptismo é Jailson Emanuel de Pina Duarte Moreira mas, como que por artes mágicas, Jailson é conhecido no mundo do futebol como “Cadabra”.

O pokemon que com ele partilha o nome é conhecido por ler mentes, algo que daria muito jeito a um guarda-redes, mas tendo em conta que actua no futebol luxemburguês, é provável que Cadabra não possua esta qualidade.

4. Toni GOLEM

Toni Golem

Toni Golem abandonou o futebol há quatro anos, mas enquanto esteve activo era conhecido por ser um defesa-central extremamente duro e forte. Essas características partilha-as com o pokemon homónimo, uma espécia de tartaruga que tem como principal poder levar tudo à frente quando se enrola dentro da carapaça.

Não sabemos se na Croácia e Polónia, países onde jogou, alguém se lembrou deste paralelismo, mas teria dado um excelente cartaz para os famosos “ultras” dos clubes que representou.

3. Dmitri KABUTOv

Dmitri Kabutov

A versão russa de um dos mais feios pokemons, Kabuto. Tem a particularidade de jogar num clube russo com o nome de Volgar, nome que ele próprio podia muito bem baptizar um pokemon.

Dmitri joga habitualmente pelas “margens” direita ou esquerda do terreno, algo que faz todo o sentido porque Kabuto é um pokemon de formação rochosa encontrado habitualmente junto ao mar.

2. Hany MUKhtar

Hany Mukthar

Ainda jogador do Benfica, Mukhtar teve uma passagem muito breve pela Luz, mas o suficiente para ser carinhosamente apelidado de Muk pelos colegas de balneário.

Para além disso ficou conhecido por “roubar” o título de campeão a Paulo Lopes, quando no último jogo da época Jorge Jesus o chamou em detrimento do guardião.

Muk, o Pokemon, é conhecido pelas suas características tóxicas, dando cabo de todos os ecossistemas por onde passa. Talvez seja por isso que Muk (o jogador) não se aguenta muito tempo no mesmo lugar.

1. Yago PIKACHU

Yago Pikatchu

O mais conhecido entre todos os pokemons corresponde também à alcunha futebolística de Glaybson Yago Souza Lisboa, o mais óbvio dos “FutePokemonbolistas” que descobrimos.

O lateral-direito do Vasco da Gama está longe de ser uma estrela, pelo menos dentro dos relvados, mas no que depender de nós tem aqui o seu momento de fama. A alcunha vem do facto de ser baixinho e extremamente rápido, tal como o mais popular pokemon, mas (pelo menos para já) ainda não aparenta bochechas rosadas. Quem sabe lá mais para o final de carreira.

https://www.youtube.com/watch?v=lIpP_D-cjo0