🔶 Pepita de Ouro™ 2017: Os melhores do Mundo

-

15º PAULO DYBALA (JUVENTUS)

GoalPoint-Pepita-Ouro-2017-15-Dybala-infog
Clique para ampliar

Há quem veja em Paulo Dybala o protótipo argentino para suceder a Lionel Messi na conversa do melhor jogador do mundo. O ano passado foi, na verdade, o ano da sua confirmação, aproveitando o facto de não ter lesões para saltar para o cimo da tabela da Pepita de Ouro™, enquanto se transformou na principal referência do jogo ofensivo da Juventus.

O jovem argentino tem, nos seus planos, adquirir posição de regular também na sua selecção, ajudando a “Vecchia Signora” a alcançar mais um titulo italiano e a andar na conversa da disputa da Liga dos Campeões, onde no ano passado foi finalista. A forma como encarará um papel de liderança no clube de Turim será a melhor carta de apresentação para as disputas futuras que se lhe auguram.

14º NABY KEITA (RB LEIPZIG)

GoalPoint-Pepita-Ouro-2017-14-Naby-Keita-infog
Clique para ampliar

Por fazer quase tudo o que há para fazer em campo, Naby Keita tem vindo a tornar-se um dos melhores médios-centros do mundo. Com transferência (milionária) já assegurada para o Liverpool, Klopp e a Premier League esperam-no de braços abertos, e o mais incrível é que só tem 22 anos.

No entretanto, vai continuar a dar espectáculo na Bundesliga e na Liga Europa, recorrendo a uma capacidade fantástica de conseguir combinar imensos desarmes e intercepções (um total de 5,9 por 90 minutos) e, depois de recuperar a posse, ter a capacidade de completar a barbaridade que são 3,5 dribles por jogo na zona central do terreno. Rompendo por entre multidões, com uma excelente combinação de técnica e força, Naby vai ainda contribuindo com golos e assistências como cerejas no topo do bolo.

13º KEVIN DE BRUYNE (MAN CITY)

GoalPoint-Pepita-Ouro-2017-13-De-Bruyne-infog
Clique para ampliar

De 15º para 13º, Kevin De Bruyne subiu duas posições na tabela da Pepita de Ouro™, mas ainda não foi em 2017 que o belga atingiu o “top 10”. Já poucos se lembrarão, mas o início do ano civil não foi brilhante para o belga. No entanto, aquilo que vem fazendo ao longo da presente temporada, como líder de um Manchester City que concorre ao domínio do futebol europeu, aproxima-o dessa condição de mito.

As 21 assistências que somou no ano passado foram, por larga distância, o melhor registo do ano, e essa visão de jogo e qualidade nas bolas paradas são algumas das características que o tornam um jogador com condições para estar num grupo (ainda) mais restrito num futuro próximo. Pep Guardiola tratará de ajudar nesse objectivo.

https://www.youtube.com/watch?v=i7DIag4JoBY

12º ALEJANDRO GÓMEZ (ATALANTA)

GoalPoint-Pepita-Ouro-2017-12-Alejandro-Gomez-infog
Clique para ampliar

A Atalanta surpreendeu a Serie A na passada temporada ao acabar em quarto lugar na tabela, e esta época anda também a mostrar a sua qualidade pela Liga Europa. A equipa de Bergamo tem, no seu capitão “Papu” Gómez, a peça-chave do ataque.

O argentino está ligado directamente a muitos dos golos da equipa (em 2017 foram 32), marcando e assistindo, mas a sua influência vai muito para além disso. É dos jogadores que mais e melhor cruza na Europa (4,7 cruzamentos por jogo com 32% de eficácia), sendo também um dos que mais faltas ganha – 3,3 a cada noventa minutos, com cerca de um terço a serem obtidas no último terço. Números que superam até os de outro argentino extremamente ágil: Lionel Messi.

Juntar esta dupla ao já falado Dybala será um dos grandes desafios para o próximo Verão de Jorge Sampaoli.

11º HAKIM ZIYECH (AJAX)

GoalPoint-Pepita-Ouro-2017-11-Hakim-Ziyech-infog
Clique para ampliar

Para quem não acompanha o campeonato holandês ou o Ajax, será uma das grandes surpresas desta lista, mas esse será um rótulo com data de validade marcada: Junho de 2018. Ziyech é um médio-centro marroquino de 24 anos que terá, finalmente, no próximo Campeonato do Mundo, um palco à altura do seu futebol. Para mal dos nossos pecados, será no grupo de Portugal.

Em 2017, Zyech somou um total de 18 assistências (só De Bruyne fez mais) e foi o jogador com melhor média de passes para finalização em toda a Europa (4,2 a cada 90 minutos). Seja de bola parada ou corrida, poucos jogadores hoje em dia são tão fortes no último passe como Hakim, qualidade que complementa com uma excelente capacidade de remate de fora da área. Tecnicamente também é um jogador muito evoluído, e não é por acaso que já está avaliado em €20M, mesmo jogando na Eredivisie. Coisa pouca até, para a sua qualidade e juventude.

https://www.youtube.com/watch?v=jaRiXiL7L78

10º KYLIAN MBAPPÉ (MONACO / PSG)

GoalPoint-Pepita-Ouro-2017-10-Mbappe-infog
Clique para ampliar

Já levantava a sobrancelha aos que observam atentamente as provas jovens, mas em cerca de um ano Kylian Mbappé passou de desconhecido para o público em geral a um dos melhores jogadores do mundo – e tal não é uma hipérbole. Após ser campeão pelo Mónaco de Leonardo Jardim, deu-se a mudança para os milionários de Paris, e o jovem de 19 anos tem mostrado constantemente uma qualidade absolutamente notável, tanto na Ligue 1 como na Liga dos Campeões.

O francês é um finalizador nato, utilizando a sua velocidade para aparecer nas costas da defesa adversária e fazer 91% das execuções dentro da área – 58% dos seus remates vão à baliza e 24% dão golo. Num ataque tão demolidor com o do PSG, acaba por se mostrar como um activo muito completo, complementando a capacidade finalizadora com um elevado numero de dribles completos (3,2 / 90m) e assistências (14 ao longo do ano).

https://www.youtube.com/watch?v=L-B8Xn1dYXM

Na próxima página: do 9º ao 4º classificado

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.